Operação “Estreitos” apreende 10 embarcações e 584m³ de madeira ilegal

Leia Mais

Operação “Estreitos” apreende 10 embarcações e 584m³ de madeira ilegal

Ações ocorreram na região entre o rio Amazonas e o rio Pará
29/04/2023
Primeiro-Tenente (RM2-T) Ângela Bazzoni
Belém, PA

Terminou nesta sexta (28), a Operação “Estreitos”, realizada pela Marinha do Brasil (MB), na área que interliga o rio Amazonas ao rio Pará, na região Norte. O Aviso-Auxiliar “Breves”, em conjunto com uma Lancha de Ação Rápida, conduziram ações preventivas e repressivas contra infrações ao Regulamento de Segurança do Tráfego Aquaviário, delitos transfronteiriços e crimes ambientais.

Durante a operação, que teve início no dia 19 deste mês, as ações de patrulhamento resultaram em 53 embarcações abordadas, das quais 20 foram notificadas e 10 foram apreendidas. Destaca-se a apreensão total de 584 metros cúbicos de madeira ilegal e de um comboio que transportava, de forma irregular, mais de 2.200m³ de madeira, representado risco à segurança da navegação. A operação contou com o apoio de uma equipe de fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará, que realizaram a medição da carga apreendida.

Além do efeito dissuasório obtido com a presença dos meios da MB, durante a realização da operação, foram recolhidos cerca de 1 milhão de reais em carga apreendida e aplicadas sanções administrativas e criminais aos envolvidos.


Subordinada ao Grupo de Embarcações de Operações Ribeirinhas do Norte, a Lancha de Ação Rápida é utilizada na abordagem ao comboio transportando mais de 2.200 m³ de madeira, apresentando excesso de carga
 

Aviso-Auxiliar “Breves”
Construído em Manaus (AM), em 2018, e doado à Marinha, em 2020, pelo Instituto de Metrologia do Estado do Pará, o Aviso-Auxiliar “Breves” é subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, sendo utilizado em diversas missões operativas. Com frequentes e relevantes participações em diversas inspeções navais e patrulhas navais, destaca-se a sua colaboração com campanhas de vacinação e de prevenção aos acidentes com escalpelamento.


A embarcação tem a capacidade de transportar frações de tropa e de navegar em rios de menores profundidades, podendo operar onde navios maiores não conseguem

 

Assista ao vídeo:

 

 

Agência Marinha de Notícias
//