Nova Policlínica Naval beneficiará 71 mil usuários no Rio de Janeiro

Leia Mais

Nova Policlínica Naval beneficiará 71 mil usuários no Rio de Janeiro

Início da construção de nova unidade de saúde faz parte de Programa Estratégico e amplia a rede de assistência fluminense
29/01/2024
Primeiro-Tenente (RM2-T) Cecília Paes e Guarda-Marinha (RM2-T) Larissa Vieira
Rio de Janeiro, RJ

Simbolizando o compromisso da Marinha com a assistencialidade e a saúde, foi lançada, no Complexo do Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA), na cidade do Rio de Janeiro, a Pedra Fundamental da Policlínica Naval Nossa Senhora da Penha. A cerimônia marcou o início da construção da nova unidade, que destaca a contínua evolução dos serviços sociais e hospitalares em busca de garantir atendimento de qualidade aos militares, dependentes e pensionistas da Marinha do Brasil (MB).

Inserida no Programa Estratégico que trata do bem-estar do pessoal e resultado de Metas Prioritárias na Área de Saúde (PROSAÚDE), a Policlínica beneficiará os usuários do Sistema de Saúde da Marinha, somando forças ao conjunto assistencial já existente, no tocante à atenção primária e secundária. Em substituição ao antigo Ambulatório Naval da Penha, a unidade deve receber 500 pacientes por dia, aumentando a rede de apoio e diminuindo o número de encaminhamentos à unidade de alta complexidade, o Hospital Naval Marcílio Dias.

Segundo o Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, Almirante de Esquadra Claudio Henrique Mello de Almeida, o PROSAÚDE visa ampliar e até construir novos equipamentos, novas Policlínicas ou ampliar as já existentes.  “A expectativa é de que a Policlínica Naval Nossa Senhora da Penha, que deve levar cerca de dois anos para construção, possa atender 71 mil usuários, que, hoje, precisam se deslocar até o Hospital Naval Marcílio Dias, consumindo um tempo maior da atividade diária. Com isso, teremos a disponibilidade de uma Policlínica de primeiro nível para receber esse pessoal, próximo às suas residências, e liberar o Marcílio Dias para atender atividades de maior complexidade, como é o seu propósito”, ressaltou o Almirante Mello.

Capelão Naval abençoa Pedra Fundamental da Policlínica Naval Nossa Senhora da Penha – Crédito: 1ºSG-ET Monteiro

Serviços prestados
De acordo com o Diretor do Centro Médico Assistencial da Marinha, Contra-Almirante (Médico) Paulo de Moraes Mattos Júnior, o lançamento de hoje representa uma conquista importante para o Serviço de Saúde da Marinha, pois proporcionará atendimento de qualidade, beneficiando um número expressivo de pessoas. “A região, atualmente, carece desses serviços e a Policlínica estará completa para oferecer atendimento primário e secundário de saúde em diversas especialidades”, afirmou.

Com previsão de inauguração para 2025, a nova Policlínica Naval foi projetada para oferecer, em uma área construída de 5.320m², uma ampla variedade de serviços, incluindo especialidades como Clínica Médica, Cardiologia, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Dermatologia, Endocrinologia e Ortopedia. Também serão oferecidos atendimentos de Odontologia, Análises Clínicas, Farmácia, Radiologia, Psicologia, Ultrassonografia, Nutrição, Fisioterapia, Fonoaudiologia e Assistência Social.

Os atendimentos vão abranger usuários de toda a Zona Leopoldina, formada pelos bairros de Bonsucesso, Brás de Pina, Cordovil, Manguinhos, Olaria, Parada de Lucas, Penha, Ramos e Vigário Geral, além da Baixada Fluminense.

Assista ao vídeo:

 

Agência Marinha de Notícias