Navios da Marinha partem para operação com a Armada Argentina

Leia Mais

Navios da Marinha partem para operação com a Armada Argentina

Interoperabilidade e fortalecimento dos laços de amizade são alguns dos objetivos da Fraterno XXXVI
08/08/2023
Primeiro-Tenente (RM2-T) Leonardo Ferreira Trindade
Rio de Janeiro, RJ
As Fragatas “Independência” e “União” partiram hoje (08), da Base Naval do Rio de Janeiro, rumo ao porto de Mar del Plata (Argentina). Elas comporão o Grupo-Tarefa (GT) brasileiro que participará da Operação “Fraterno XXXVI”, que acontece até 30 de agosto, com o propósito de aumentar a interoperabilidade e reforçar os laços de cooperação e amizade entre as Marinhas do Brasil e da Argentina.
 
O Submarino “Tikuna”, que deixou o Rio de Janeiro em 1º de agosto, se juntará ao GT que inclui, ainda, duas aeronaves embarcadas nas fragatas, sendo uma AH-11B Wild Lynx e uma UH-12 Esquilo. Duas aeronaves de interceptação e ataque AF-1 Skyhawk também participarão das ações, operando a partir da Base Aérea de Florianópolis.
 
A “Fraterno XXXVI” prevê a execução de exercícios entre os navios e aeronaves participantes, tais como: navegação em baixa visibilidade; trânsito sob ameaça aérea e de superfície; operações com submarino; Leap Frog, quando é treinada a manobra de aproximação e a manutenção da posição relativa dos navios; Light-line, quando é exercitada a manutenção da distância entre dois navios, por intermédio de cabo de distância; transferência de carga leve no mar; operações aéreas; tiro de superfície; tiro antiaéreo sob granada iluminativa; entre outros treinamentos, dentro de um cenário que se aproxime de uma situação real de emprego do Poder Naval.
 
Além de propiciar a manutenção das capacidades e níveis de prontidão e adestramento da Esquadra brasileira, a Operação “Fraterno” contribui para o fortalecimento da Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (ZOPACAS), fórum integrado por Brasil e Argentina, entre outros países, que tem o intuito de promover a cooperação regional e a manutenção da paz e da segurança na região.
 
O GT brasileiro da Operação “Fraterno”, comandado pelo Contra-Almirante Nelson de Oliveira Leite, Comandante da 1ª Divisão da Esquadra, conta com a participação de 573 militares e visitará os portos de Rio Grande (RS), Itajaí (SC) e Mar del Plata.
 
 
Galeria de fotos: 
Agência Marinha de Notícias