Militares da Marinha apreendem 90m³ de madeira na Amazônia

Leia Mais

Militares da Marinha apreendem 90m³ de madeira na Amazônia

Operação “Ágata Norte” foi realizada em conjunto com Órgãos de Segurança Pública e Fiscalização
03/12/2023
Primeiro-Tenente (RM2-T) Augusto Rodrigues
Belém, PA

Militares da Marinha do Brasil (MB), em conjunto com integrantes da Receita Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Polícia Federal e Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará, compuseram a Operação “Ágata Norte – 4º Trimestre”. As ações foram realizadas entre os dias 23 de novembro e 2 de dezembro, no Arquipélago do Marajó e no Baixo Tocantins, no estado do Pará. A Operação resultou na abordagem de 56 embarcações, das quais 16 foram notificadas e sete apreendidas, além da aplicação de mais de R$ 1,6 milhões em multas e sanções administrativas aos envolvidos.

A MB deslocou para a área monitorada o Aviso-Auxiliar “Breves”, a Lancha de Operações Ribeirinhas Blindada “Façanha” e uma Lancha de Ação Rápida do Grupo de Embarcações de Operações Ribeirinhas do Norte.
“A Operação Ágata integra o Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, cujo objetivo é realizar ações preventivas e repressivas contra delitos transfronteiriços, crimes ambientais e outros crimes praticados nas regiões de fronteira”, explica o Comandante do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, Capitão de Mar e Guerra Ondiara Barbosa.

O trabalho resultou, ainda, na apreensão de materiais transportados de forma irregular em embarcações, tais como 400 botijões de GLP, 4.200 litros de óleo diesel, 2.000 litros de gasolina, 20 tanques de armazenamento de combustível e cerca de 90m³ de madeira. Durante a operação, foi apreendido um veleiro de origem holandesa, cujos tripulantes estavam em situação ilegal no Brasil.

 


Aviso-Auxiliar “Breves” participou da Operação “Ágata Norte”. Foto: Marinha do Brasil

 

Aviso-Auxiliar “Breves”

Construído em Manaus (AM), em 2018, e doado à Marinha, em 2020, pelo Instituto de Metrologia do Estado do Pará, o Aviso-Auxiliar “Breves” é subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, sendo utilizado em diversas missões operativas. Com frequentes participações em diversas Inspeções e Patrulhas Navais, sua tripulação também atua na colaboração em campanhas de vacinação e de prevenção aos acidentes com escalpelamento.

 

Grupo de Embarcações de Operações Ribeirinhas do Norte

O Grupo de Embarcações de Operações Ribeirinhas do Norte, sediado no Complexo Naval de Val-de-Cães, em Belém (PA), foi ativado em 4 de agosto de 2021. Tem o propósito de contribuir para a aplicação do Poder Naval na área de jurisdição do Comando do 4° Distrito Naval, no preparo e emprego de embarcações em Operações Ribeirinhas, Patrulha Naval e Inspeção Naval, por intermédio de Lanchas de Operações Ribeirinhas Blindadas e Lanchas de Ação Rápida.

O emprego conjunto desses meios em conjunto com tropas de Fuzileiros Navais e navios subordinados ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte proporciona maior poder ofensivo e mobilidade nas operações conduzidas na Amazônia Oriental.


Militares em aproximação para abordar comboio transportando 8 mil toneladas do minério ilmenita. Foto: Marinha do Brasil

 

Assista ao vídeo:

Agência Marinha de Notícias