Medalha “Amigo da Marinha” é entregue a 47 personalidades no Ceará

Leia Mais

Medalha “Amigo da Marinha” é entregue a 47 personalidades no Ceará

Comenda foi criada há mais de 40 anos, e se destina a civis que se distinguem na divulgação da mentalidade marítima e no relacionamento com a Força
07/12/2023
Guarda-Marinha (RM2-T) João Stilben
Brasília, DF

A Capitania dos Portos e a Escola de Aprendizes Marinheiros do Ceará premiaram, com a Medalha Amigo da Marinha, 47 personalidades locais que, de maneira efetiva, contribuíram para a boa interação entre a Marinha do Brasil (MB) e a sociedade cearense. A cerimônia aconteceu na última segunda-feira (4), na Capitania dos Portos do Ceará (CPCE), que fica no bairro do Mucuripe, em Fortaleza.

Dentre os laureados, está o Presidente da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo (ACLJ), Reginaldo Vasconcelos, pelo bom relacionamento institucional estabelecido entre a Academia e a Escola de Aprendizes Marinheiros do Ceará (EAMCE). A entidade intercedeu, junto ao Grupo Empresarial M. Dias Branco, pelo patrocínio da restauração do chamado “Navio de Pedra”, equipamento pedagógico da Escola de Aprendizes-Marinheiros.

Para o Comandante da EAMCE, Capitão de Fragata Daniel Rocha, a distinção concedida ao Presidente da ACLJ reflete a sintonia entre as duas instituições, necessária para plena divulgação dos valores da MB na sociedade, na cidade de Fortaleza e no estado do Ceará, mediante jornalistas e escritores da Academia, que são potenciais formadores de opinião.

“São literatos e jornalistas que têm o mérito de movimentar a sociedade em torno de pautas importantes, como os princípios da nossa Força, tais como a honra, lealdade, cooperação, disciplina e o patriotismo que, dentre tantos outros, balizam a EAMCE. Princípios que, assim como diz nosso lema, formam hoje os Marinheiros do amanhã”, afirmou o Comandante Daniel Rocha.

Segundo ele, já existem na Academia vários Amigos da Marinha, inclusive dois deles são ex-militares da MB, um Oficial e uma Praça, que hoje realizam trabalhos acadêmicos, ainda com grande amor e devoção à Força.

Para o laureado Reginaldo Vasconcelos, o nome da comenda que recebeu “não transporta equívoco algum”, pois ele entende que a denominação expressa uma verdade absoluta: “eu me sinto de fato um amigo da Marinha, a Rainha das Forças Armadas Brasileiras – a mais antiga, a mais intrépida, a mais estética, a mais romântica”, celebrou Reginaldo.

Enquanto anfitriões, premiados e convidados celebravam no salão, a Banda de Música da EAMCE executou a Ode Alencarina, Hino da ACLJ, em uma distinção concedida pelo Comandante Daniel Rocha. Os discursos iniciais ficaram por conta do Almirante de Esquadra Elis Treidler Öberg – Ex-Comandante de Operações Navais da Marinha – e do Capitão dos Portos do Ceará, Capitão de Mar e Guerra Anderson Pessoa Valença.

Banda de Música da EAMCE apresenta, durante a Cerimônia, o Hino Nacional e a Ode Alencarina, Hino da ACLJ – Imagem: Marinha do Brasil

Medalha e a SOAMAR
A Medalha "Amigo da Marinha" foi criada em agosto de 1966 para agraciar personalidades civis, sem vínculo funcional com a Marinha do Brasil, militares de outras Forças, bem como instituições que se tenham distinguido no trabalho de divulgar a mentalidade marítima, no relacionamento com a MB, na defesa dos interesses atinentes à Marinha e na divulgação da importância do mar para o País.

Criada em 1972 em Santos, a Sociedade Amigos da Marinha (SOAMAR) congrega todos os agraciados e condecorados com esta Medalha no Brasil. Atualmente, existem mais de 55 Sociedades Amigos da Marinha por todo o País e, também, em Portugal. Já a SOAMAR-BRASIL, fundada em 27 de julho de 1979, tem a missão estatutária de congregar as Sociedades Amigos da Marinha fundadas em todo território nacional.

O Capitão dos Portos do Ceará, Capitão de Mar e Guerra Anderson Pessoa Valença, discursa durante a entrega da Medalha Amigo da Marinha – Imagem: Marinha do Brasil

Arcádia Alencarina
No final de novembro, EAMCE sediou, a convite do Comandante Daniel Rocha, a terceira Reunião da Arcádia Alencarina, promovida pela ACLJ. Durante o evento, tomaram posse na Academia Cearense de Literatura e Jornalismo o jornalista e poeta Barros Alves, e o memorialista, músico e compositor George Tabatinga.

Banda militar da EAMCE, durante 3ª Reunião da Arcádia Alencarina, formada para distinção aos membros da ACLJ – Imagem: Marinha do Brasil

No encontro, presidido pelo Comandante e tendo como convidado especial o jornalista Edilson Araújo, iniciaram-se as discussões para a escolha da “Palavra do Ano de 2023”, sendo ela definida como “resiliência”. Entre os convidados, estavam o Casal Elizabeba e Rubem Rebouças, Promotores de Justiça, e o Procurador do Município Jacinês Luz, além das famílias dos árcades e dos acadêmicos empossados. Os convidados foram brindados, ao final, com um desfile da Banda de Música da EAMCE, que, entre outras canções, executou o Cisne Branco, Hino Oficial da Marinha do Brasil, e o Hino da ACLJ.

Comandante da EAMCE, Capitão de Fragata Daniel Rocha, junto a arcadianos da ACLJ – Imagem: Marinha do Brasil

Agência Marinha de Notícias