Marinha, Receita e Polícia Federal combatem o tráfico de drogas

Leia Mais

Marinha, Receita e Polícia Federal combatem o tráfico de drogas

Bagagens e passageiros foram inspecionados no Porto do Rio de Janeiro
31/01/2024
Primeiro-Tenente (RM2-T) Vanessa Mendonça
Rio de Janeiro, RJ
Nesta quarta-feira (31), a Marinha do Brasil (MB), a Receita Federal (RFB) e a Polícia Federal (PF) realizaram inspeção de bagagens e passageiros com o emprego de cães farejadores no Porto do Rio de Janeiro (RJ). A ação conjunta, intitulada Operação “Tridente”, aconteceu no contexto da Operação “Lais de Guia”, conhecida como a “GLO do MAR”.
 
Com foco no período pré-Carnaval, a ação de hoje faz parte das atividades de combate ao tráfico de drogas, armas e outros ilícitos, que acontecem de forma integrada também por meio de patrulhas e inspeções navais, com abordagens a embarcações suspeitas nas áreas de fundeio e nos canais de acesso ao Porto do Rio de Janeiro, Baía de Sepetiba e na região marítima do Porto de Santos. Ao todo, nas três localidades, atuam cerca de 1.250 pessoas, entre militares da MB, servidores da RFB e agentes da PF.
 
“A Operação ‘Tridente’ ocorre dentro do escopo da Operação ‘Lais de Guia’, que mantém ações preventivas de controle e patrulhamento dos Portos do Rio de Janeiro, Itaguaí e Santos, objetivando dissuadir as práticas do crime organizado e impedir o acesso de organizações criminosas aos pontos estratégicos de escoamento de mercadorias na região. Esse tipo de atividade reforça o caráter interagências da ‘GLO do Mar’, cujos esforços colaborativos e o respeito às competências de cada órgão contribuem para ações sinérgicas e benéficas à sociedade”, destacou o Capitão de Mar e Guerra Elinton Barcelos Coutinho, Comandante do Grupo-Tarefa Marítimo na Operação “Lais de Guia”.
 
Para o Auditor-Fiscal da Receita Federal, Ronaldo Feltrin, a operação desta quarta-feira, no âmbito da GLO, decorre do histórico de apreensões próximas ao Carnaval. “Essa ação representa a atuação conjunta dos órgãos participantes da GLO nos Portos do Rio de Janeiro, Itaguaí e Santos. Como vem acontecendo desde o início da decretação da GLO, as operações são diárias e unem os esforços dos três órgãos, possibilitando uma maior participação e presença do Estado nos Portos do país”, destacou ele, que é o Superintendente-Adjunto na 7ª região fiscal, que compreende os estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro.
 
“Nesta data, na Operação ‘Tridente’, nós estamos empregando especificamente o nosso efetivo nas Unidades Especializadas, Núcleo Especial de Polícia Marítima, com homens nas embarcações fazendo fiscalizações nos barcos, bem como o pessoal do nosso canil fazendo as inspeções de bagagens e passageiros. Todas essas ações no interesse de combater o tráfico de drogas, de armas e demais condutas ilícitas no porto do Rio de janeiro, Baía de Sepetiba e Porto de Santos”, concluiu o Delegado de Polícia Federal e Coordenador substituto da atuação da PF na operação de GLO, Jackson Rosales.
 
“Lais de Guia”
Desde o dia 6 de novembro de 2023, militares da MB estão sendo empregados no fortalecimento das ações de prevenção e repressão a delitos, como o tráfico de drogas e de armas, no âmbito da operação de GLO, prevista para durar até 3 de maio de 2024, conforme o Decreto Nº 11.765, assinado pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em 1º de novembro de 2023.
 
Por meio da Operação “Lais de Guia”, nomeada em referência ao nó marinheiro conhecido por sua utilidade e confiabilidade, a Marinha atua em coordenação com órgãos de Segurança Pública nas áreas terrestres e marítimas dos portos de Itaguaí (RJ), Rio de Janeiro (RJ) e Santos (SP).
 
Confira imagens da Operação “Tridente”
Galeria de fotos: 
Agência Marinha de Notícias