Marinha intensifica apoio a vítimas das chuvas no Espírito Santo

Leia Mais

Marinha intensifica apoio a vítimas das chuvas no Espírito Santo

Militares auxiliam no transporte de pessoas e materiais de assistência humanitária e no reconhecimento das áreas mais atingidas
26/03/2024
Capitão-Tenente (T) Lorena e Segundo-Tenente (RM2-T) João Stilben
Agência Marinha de Notícias

A Marinha do Brasil (MB) enviou, nesta segunda-feira (25), mais de 30 militares às áreas mais afetadas pelos intensos temporais que atingiram as cidades do sul do Espírito Santo nos últimos dias. Os militares são provenientes da Capitania dos Portos do Espírito Santo (localizada na capital, Vitória) e da Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (sediada na cidade de Vila Velha).

Além de pessoal, a Operação “Sul Capixaba” conta com viaturas, Drones, uma moto aquática, dois caminhões, uma embarcação de casco semirrígido e duas balsas rígidas, prontas para ação imediata. Todos esses meios já estão sendo empregados em Bom Jesus do Norte, cidade que registrou volume de chuva extremo, com mais de 300 mm em apenas um dia, no último sábado (23). O município, localizado no sul do Espírito Santo, já tem 3.000 pessoas desalojadas, 64 desabrigadas e 1.500 com suas residências afetadas. O Rio Itabapoana atingiu seis metros de altura, devastando a cidade.

Os militares auxiliam no transporte de pessoas e materiais de assistência humanitária e no reconhecimento das áreas mais atingidas, que demandam apoio urgente. No domingo (24) e na segunda-feira, os agentes foram enviados ao distrito de Ponte de Itabapoana, localizado no município de Mimoso do Sul (ES), para auxiliarem na entrega de doações.

O Capitão dos Portos do Espírito Santo, Capitão de Mar e Guerra Marcelo Rey de Lima, enfatizou que o esforço nesse momento é por um auxílio humanitário, com transporte de pessoas e mobílias, e também distribuição de água, alimentos e donativos. “Tudo isso é oriundo de uma união de esforços pelo bem do povo capixaba. Estaremos aqui enquanto precisarem de nós”, garantiu o Capitão dos Portos.


Militares da MB dão apoio à comunidade de Ponte do Itabapoana (ES) – Imagem: 2SG-ES Wilson Aguiar

Uma das vítimas da cheia no Rio Itabapoana, Patrícia Helena Alvin, de 56 anos, se emocionou ao falar sobre o apoio da Marinha na ajuda em Mimoso do Sul. “A Marinha entrou no meu lar ontem, no meio dos escombros. Eles foram heróis nos ajudando, tiraram tudo para ter passagem, estão fazendo o possível e impossível para ajudar essa comunidade que foi devastada pelas águas. Nós necessitamos muito da ajuda, e agradecemos muito esse apoio dado não só com a força, mas de afeto, carinho e cuidado”.

Segundo o Vereador Marquinhos Jaú, do distrito de Ponte de Itabapoana, a população estava praticamente sem água e alimentação, quando recebeu os donativos trazidos pela MB. “Foi o momento crucial, em que mais precisávamos. Então deixamos o nosso abraço a todas as forças que estão vindo para ajudar o nosso município”, agradeceu.


Sirlaine Marques da Silva foi outra vítima das chuvas em Bom Jesus do Norte (ES) – Imagem: 2SG-ES Wilson Aguiar

Chuvas no Sudeste

No último domingo (24), a Marinha também enviou pessoal e meios operativos a outras cidades do Sudeste do País. Um destacamento composto por 83 militares do Corpo de Fuzileiros Navais chegou ao município de Itaperuna (RJ). Eles integram o Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais em Apoio à Defesa Civil (saiba mais).

O contingente está em alerta máximo desde a última quinta-feira (21), com cerca de 300 militares e 50 viaturas, além de equipamentos, prontos para serem empregados nas localidades mais afetadas. No sábado (23), os Fuzileiros Navais realizaram reconhecimento em Itaperuna, Bom Jesus de Itabapoana e Petrópolis. Já na tarde de domingo, o destacamento enviado a Itaperuna atuou na distribuição de alimentos nos distritos de Carabuçu e Usina Santa Isabel, no município vizinho de Bom Jesus de Itabapoana, no noroeste do Rio de Janeiro.

Clique aqui e veja como foram as primeiras ações da Marinha no apoio à Defesa Civil por ocasião das últimas chuvas no Rio de Janeiro.

Assista ao vídeo:
 

Agência Marinha de Notícias