Marinha intensifica ações de combate ao escalpelamento no Pará

Leia Mais

Marinha intensifica ações de combate ao escalpelamento no Pará

Primeira fase da ação cívico-social foi realizada em Breves
30/08/2023
Primeiro-Tenente (RM2-T) Ângela Bazzoni
Belém, PA

A primeira fase da Ação Cívico-Social, iniciada no dia 27 de agosto, foi finalizada no município de Breves (PA), com a instalação de 17 coberturas de eixos em embarcações e doação de 30 toucas de proteção de cabelos para mulheres e crianças, como forma de combate ao escalpelamento. As atividades realizadas pela Marinha do Brasil (MB) estão sendo capitaneadas pelo Navio-Auxiliar “Pará”, que seguiu para novos atendimentos nas cidades de Curralinho (31 de agosto) e Oeiras do Pará (2 e 3 de setembro).

Nesta primeira fase, foram realizados 752 atendimentos médicos e odontológicos, 326 procedimentos odontológicos e 1.110 de enfermagem e 169 exames laboratoriais. Os militares da Marinha também distribuíram 12.081 medicamentos, 40 coletes salva-vidas e ministraram palestras sobre segurança da navegação para mais de 260 pessoas.

Arlene Prata, 51 anos, moradora de comunidade no Rio Jaburu, em Breves (PA), esteve no Navio para buscar atendimento médico e participar de atividades relacionadas à prevenção ao escalpelamento. Ela contou que sofreu o acidente com 10 anos de idade e, desde então, passou por oito cirurgias plásticas para recuperação do couro cabeludo. "A prevenção ao escalpelamento pode salvar vidas. Se eu soubesse o risco que corria em navegar na embarcação com eixo desprotegido, teria feito diferente. Hoje, sempre falo com as pessoas sobre a importância desse item de segurança”, relata.

Mulheres e crianças recebem toucas de proteção de cabelos doadas pela Sociedade Amigos da Marinha do Pará

Segundo o Comandante do Navio-Auxiliar “Pará”, Capitão de Corveta Filipe Santos de Campos, a Marinha vem alcançando novos e maiores públicos, com foco principal sobre a população ribeirinha que, culturalmente, possui embarcações fabricadas de forma artesanal, sem observar alguns aspectos de segurança. “A campanha promovida pela Força Naval visa orientar a população ribeirinha sobre como evitar esse risco, oferecendo palestras de conscientização, doação e instalação de dispositivos que cubram os eixos dessas embarcações, bem como doação de toucas para cobrir os cabelos”, explica.

Navio-Auxiliar “Pará” recebe população para atendimentos na Amazônia

NAVIO-AUXILIAR PARÁ
O Navio Auxiliar "Pará" integra o Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, subordinado ao Comando do 4º Distrito Naval. É o sexto navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil. A denominação homenageia o estado do Pará. Antes de ser incorporado à Marinha, pertencia à estatal Empresa de Navegação da Amazônia S.A. (ENASA), já extinta, pela qual operava com o nome de Catamarã "Pará", na linha Belém-Manaus-Belém, classificado como Navio Fluvial de Turismo, transportando veículos, passageiros e cargas.

Antes de ser incorporado à Força, o Navio Auxiliar "Pará" passou por reparos e sofreu uma série de adaptações na Base Naval de Val de Cães, em Belém (PA). Foram instalados consultórios médicos e odontológicos, revisadas as máquinas e compartimentos habitáveis e instalados novos radares e equipamentos de comunicação.

Agência Marinha de Notícias