Marinha apreende mais de uma tonelada de drogas durante Patrulha no rio Içá (AM)

Leia Mais

Marinha apreende mais de uma tonelada de drogas durante Patrulha no rio Içá (AM)

Material ilícito chegou ontem (14) a Tabatinga, a bordo de Navio-Patrulha Fluvial
15/02/2024
Agência Marinha de Notícias
Rio de Janeiro, RJ

A Marinha do Brasil (MB) apreendeu cerca de 1,17 tonelada de maconha durante ação de Patrulha Naval no rio Içá, no estado do Amazonas. O material ilegal foi entregue, na noite de ontem (14), à Polícia Federal e incinerado pela Polícia Civil, em Tabatinga (AM).

A apreensão ocorreu no dia 11 de fevereiro e contou com o emprego de um Navio-Patrulha Fluvial (NPaFlu) e de cães farejadores da MB. As atividades de fiscalização também foram apoiadas por uma aeronave embarcada, do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Noroeste, e de um destacamento de Fuzileiros Navais do 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas.

Na ocasião, o Navio-Patrulha Fluvial interceptou uma embarcação suspeita, do tipo “rabetinha”, que recusou a ordem de parada e tentou se evadir. Uma equipe de militares da MB, especializada em abordagem e inspeção, foi enviada na direção do barco que foi encontrado abandonado na margem do rio, sem a presença dos tripulantes, que fugiram do local.


Droga apreendida no convés de voo do Navio-Patrulha Fluvial – Imagem: Marinha do Brasil

 

“Realizamos a inspeção com auxílio de cães farejadores e foi verificada a presença de substância entorpecente, acondicionada em vários pacotes, armazenados em um fundo falso. Após o trabalho minucioso de testes e pesagem elaborado pelos militares, constatamos que havia a quantidade de 1.171,80 quilos de maconha”, relatou um integrante da operação.

A Marinha do Brasil realiza, diuturnamente, ações de Patrulha Naval no mar e em águas interiores por todo o País. Essa é uma atividade de caráter militar, que tem a finalidade de implementar e fiscalizar o cumprimento de leis e regulamentos em águas jurisdicionais brasileiras. Na região amazônica e de fronteira, essas ações visam coibir, especialmente, crimes ambientais e transfronteiriços, como o tráfico internacional de drogas.

A presença da Marinha do Brasil na Amazônia Ocidental, por meio do Comando do 9º Distrito Naval, busca preservar as linhas fluviais da Bacia Hidrográfica Amazônica, promovendo a segurança da navegação e auxiliando o Estado no combate a diversas atividades ilícitas, tanto de forma independente, como em conjunto com outros órgãos públicos.
 

Agência Marinha de Notícias