Fragata “Liberal” atraca no porto de Mindelo, em Cabo Verde

Leia Mais

Fragata “Liberal” atraca no porto de Mindelo, em Cabo Verde

A estadia do navio no país africano ocorre no âmbito da Operação “GUINEX-III”
30/09/2023
Agência Marinha de Notícias
Mindelo, Cabo Verde, África

Durante o período de 24 a 28 de setembro, a “Fragata Liberal”, da Marinha do Brasil (MB), completou sua presença nos portos africanos no âmbito da Operação “GUINEX-III”, com a atracação no porto de Mindelo, em Cabo Verde. O país está localizado no Golfo da Guiné, região considerada parte do entorno estratégico nacional.

Dentre os objetivos da Operação, destacam-se o fortalecimento dos laços de cooperação entre países amigos e a realização de exercícios militares no porto e no mar. Além disso, o intercâmbio de informações e de procedimentos operativos incrementa a interoperabilidade entre as Forças dos dois países, fortalecendo a Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (ZOPACAS).

O navio brasileiro foi recepcionado pelo Embaixador do Brasil em Cabo Verde, Sr. Colbert Soares Pinto Junior, e contou com a visita do Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas daquele país, Contra-Almirante António Duarte Monteiro, bem como do Comandante da Guarda Costeira local, Capitão do Mar Armindo António da Graça.

Os militares da MB e da Guarda Costeira de Cabo Verde realizaram workshops. As atividades consistiram em adestramentos de controle de avarias, técnicas de abordagem com a Equipe de Abordagem e Destacamento de Mergulhadores de Combate, primeiros socorros e assistência pré-hospitalar, assim como manutenção de sistemas eletrônicos e fundamentos para armazenagem em compartimentos.

Durante a estadia do navio no porto, o Comandante da Operação, Contra-Almirante Nelson de Oliveira Leite, visitou as instalações do Comando da Guarda Costeira de Cabo Verde e a Missão de Assessoria Naval brasileira no país, cuja missão é promover a cooperação das Forças no âmbito de Defesa, na capacitação técnico-profissional e no compartilhamento de experiências militares.

ZOPACAS

Estabelecida em 1986, pela resolução 41/11 da Assembleia Geral das Nações Unidas, a ZOPACAS é integrada por 24 países, sendo 21 sul-africano e 3 sul-americanos. Nos dias 17 e 18 de abril deste ano, ocorreu a sua VIII Reunião Ministerial na cidade de Mindelo. Na ocasião, Cabo Verde assumiu a liderança do fórum por dois anos. A próxima reunião ocorrerá no Brasil.

O Atlântico Sul possui elevado potencial socioeconômico. Assim, a ZOPACAS contribui para o desenvolvimento de acordos de cooperação entre os países da região, a fim de disseminar experiências nacionais bem-sucedidas nos mais diversos âmbitos estratégicos. Para tanto, a MB, juntamente ao Ministério da Defesa e o Ministério das Relações Exteriores, adota ações que visam o desenvolvimento conjunto dos países e a Segurança Marítima da área.

Galeria de fotos: 
Agência Marinha de Notícias