Estabilidade financeira atrai jovens para carreira musical na Marinha do Brasil

Leia Mais

Estabilidade financeira atrai jovens para carreira musical na Marinha do Brasil

Concurso para Sargento Músico do Corpo de Fuzileiros Navais tem inscrições abertas
04/04/2024
Primeiro-Tenente (RM2-T) Vanessa Mendonça
Rio de Janeiro, RJ

A paixão pela música começou cedo na vida do Sargento (Fuzileiro Naval - Músico) Nathan Ventura, por intermédio do pai, também músico e sua grande fonte de inspiração. Ele ingressou na Marinha do Brasil (MB) em 2019, após ser aprovado em primeiro lugar no concurso, com apenas 18 anos, após uma trajetória marcada por muito estudo e superação.

“Desde os 11 anos de idade, atravessava 150 km, três vezes por semana, para estudar música. Conciliava a rotina na minha escola, no município de Magé, com as aulas na escola de música, no centro da cidade do Rio de Janeiro. Por vezes, não tinha o que beber e comer, pois só havia o valor da passagem. Foram muitos dias de sol e chuva em busca do meu aperfeiçoamento musical. Eu morava longe, não tinha condições favoráveis de estudo, mas tinha fé e muita força de vontade”, relembra.

Nathan Ventura, aos 11 anos, em seu Primeiro Concerto Solo no Festival do Vale do Café, em Vassouras (RJ), e durante apresentação com a Banda Sinfônica do CFN na Sala São Paulo, em janeiro deste ano.

Para o Sargento Nathan, a estabilidade da carreira militar e a remuneração foram grandes motivações para que ele prestasse o concurso para Sargento Músico do Corpo de Fuzileiros Navais. ‘‘Tenho origem familiar muito simples, e sou o filho mais velho com mais dois irmãos, os quais meus pais também precisavam cuidar. Com isso, foi muito importante ter conquistado essa maravilhosa oportunidade de me empregar e ajudar minha família”, reflete.

Outros músicos também vislumbraram uma carreira na MB como um caminho a seguir. É o caso da Sargento (Fuzileiro Naval – Músico) Giovana Sanches, que passou no concurso em 2018, e da mesma forma, conseguiu a tão sonhada segurança financeira.

‘‘Sabemos como é o cenário cultural do nosso país, a desvalorização que a nossa classe sofre e o quanto é difícil conseguir estabilidade com música no Brasil. A possibilidade de mudar essa realidade na minha vida me motivou a fazer o concurso. Foi um ‘baque’ a mudança da vida civil para a militar, pois traz outra realidade. Nos impulsiona a crescer e amadurecer com mais rapidez, tanto pessoalmente quanto profissionalmente”, ressalta.

Giovana no início da carreira musical e em sua primeira apresentação com a Banda Sinfônica do CFN

De acordo com o Comandante do Batalhão Naval, Capitão de Mar e Guerra (Fuzileiro Naval) Alessandro Braga Gonçalves, os grupos de música na Companhia de Bandas do Corpo de Fuzileiros Navais se dividem em cinco: Banda Sinfônica, Banda Marcial, Banda Tipo IV, Fuzibossa e Fuzishow.

"A Banda Sinfônica e a Banda Tipo IV, juntamente com os conjuntos Fuzishow e Fuzibossa são formadas por instrumentos das famílias das madeiras, das cordas, dos metais e das percussões. Por sua vez, a Banda Marcial é formada, na sua maioria, por instrumentos das famílias dos metais e das percussões. Juntas, compõem a Companhia de Bandas do Corpo de Fuzileiros Navais, considerada o celeiro dos melhores músicos e corneteiros das Forças Armadas do Brasil que, com muito profissionalismo, representam a MB em todo o território nacional e também no exterior”, destaca.

A rotina do músico na MB varia de acordo com os quartéis, pois eles possuem rotinas diferentes. Os músicos ensaiam diariamente, exceto nos dias em que estão em missões operativas, já que, na condição de militares, estão à disposição do Corpo de Fuzileiros Navais para qualquer necessidade das organizações em que servem. Ao longo do ano, realizam apresentações por todo o Brasil e, algumas vezes, em outros países.

Sobre o concurso

Período de inscrições:

- 03 de abril a 15 de maio de 2024

Requisitos para inscrição:

- ser brasileiro (a);

- ter 18 (dezoito) anos completos e menos de 25 (vinte e cinco) anos de idade no dia 30 do mês de junho de 2025, nos termos da Lei n° 14.296, de 04 de janeiro de 2022;

-  ter altura mínima de 1,54m e máxima de 2,00m (ambos os sexos), nos termos da Lei n o 12.704, de 08 de agosto de 2012;

- ter concluído, com aproveitamento, ou estar em fase de conclusão do ensino médio ou curso equivalente, em estabelecimento de ensino reconhecido oficialmente; e

- não ser isento do serviço militar em qualquer Força Armada ou Auxiliar, somente para o sexo masculino.

Taxa de inscrição:

- R$ 95,00

Total de vagas:

- 33 vagas,

Remuneração:

- Durante o curso, além de serem proporcionados alimentação, uniforme e assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa, haverá remuneração atinente à graduação, no valor total de R$ 1.414,82 (mil, quatrocentos e quatorze reais e oitenta e dois centavos), sendo R$ 1.199,00 (mil, cento e noventa e nove reais) correspondentes ao soldo militar, R$ 155,87 (cento e cinquenta e cinco reais e oitenta e sete centavos) correspondentes ao adicional militar, e R$ 59,95 (cinquenta e nove reais e noventa e cinco centavos) correspondentes ao adicional de compensação por disponibilidade militar, como previsto na legislação em vigor.

Após a formação, na graduação de Terceiro-Sargento, passará a receber o valor total de R$ 5.125,50 (cinco mil, cento e vinte e cinco reais e cinquenta centavos), sendo R$ 3.825,00 (três mil, oitocentos e vinte e cinco reais) correspondentes ao soldo militar, R$ 612,00 (seiscentos e doze reais) correspondentes ao adicional militar, R$ 229,50 (duzentos e vinte e nove reais e cinquenta centavos) correspondentes ao adicional de compensação por disponibilidade militar, e R$ 459,00 (quatrocentos e cinquenta e nove reais) correspondentes ao adicional habilitação.

Após a formação como Sargento, o militar realizará o Curso de Aperfeiçoamento na graduação, passando a perceber o valor total de R$ 6.387,75 (seis mil, trezentos e oitenta e sete reais e setenta e cinco centavos), sendo R$ 3.825,00 (três mil, oitocentos e vinte e cinco reais) correspondentes ao soldo militar, R$ 612,00 (seiscentos e doze reais) correspondentes ao adicional militar, R$ 229,50 (duzentos e vinte e nove reais e cinquenta centavos) correspondentes ao adicional de compensação por disponibilidade militar, e R$ 1.721,25 (mil, setecentos e vinte e um reais e vinte e cinco centavos) correspondentes ao adicional habilitação.

Link para o Edital:

https://www.marinha.mil.br/cgcfn

Agência Marinha de Notícias