Arquipélago de Fernando de Noronha recebe Ação Cívico-Social

Leia Mais

Arquipélago de Fernando de Noronha recebe Ação Cívico-Social

Serão realizados atendimentos médicos, odontológicos e testes laboratoriais
13/05/2022
Primeiro-Tenente (RM2-T) Felipe Gibson Cunha
Natal, RN

O famoso Arquipélago de Fernando de Noronha, uma das principais regiões turísticas do País, receberá, no período de 16 a 19 de maio, uma Ação Cívico-Social (ACiSo), onde serão ofertados atendimentos médico e odontológico, testes laboratoriais e outras ações ligadas à área de saúde, além de programação educativa, esportiva e cultural, incluindo serviços para a comunidade marítima. A ação integra uma série de atividades promovidas pela Marinha do Brasil (MB) ao longo deste ano para comemorar o Bicentenário da Independência.

A ACiSo conta com a parceria da Administração de Fernando de Noronha, do Governo do Estado de Pernambuco, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Força Aérea Brasileira, além da participação de diversas organizações militares subordinadas ao Comando do 3º Distrito Naval, incluindo o Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Araguari”, que realizará o apoio logístico para o transporte de material e pessoal.

As atividades ocorrerão, simultaneamente, na Unidade Básica de Saúde de Fernando de Noronha, no Hospital São Lucas, na Escola de Referência em Ensino Médio do Arquipélago e no Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). De acordo com a Diretora do Hospital Naval de Natal (HNNa), Capitão de Mar e Guerra Médica Rita de Cássia Machado Passos, a ação deste ano é decorrente de demandas identificadas em outra ACiSo realizada no arquipélago em outubro do ano passado.

“Para este ano, estamos não só ampliando o número de profissionais de saúde, como também diversificando as especialidades ofertadas. O princípio básico da AciSo é atender à população em todo o território nacional e o Arquipélago de Fernando de Noronha tem características peculiares, por sua localização distante do continente. Embora possua uma boa estrutura de atendimento básica de saúde, há necessidade do translado de pacientes para Recife, quando se trata de especialidades específicas da medicina”, diz a Diretora do HNNa.

Ao todo, 42 profissionais de saúde participarão da ACiSo, incluindo militares dos Hospitais Navais de Recife e de Natal e profissionais das Universidades Federais do Rio Grande do Norte e de Pernambuco. A parceria com universidades públicas já havia ocorrido em 2021, com a UFRN, sendo ampliada, neste ano, com a participação da UFPE.

A Diretora do Instituto de Medicina Tropical do Rio Grande do Norte, vinculado à UFRN, Selma Maria Bezerra Jerônimo, destaca que um evento como a AciSo, enquanto atividade de extensão da universidade, traz diferentes benefícios. “A extensão, junto com o ensino e a pesquisa, é uma das ações primordiais das universidades públicas, por meio da qual atuamos e geramos impacto diretamente nas comunidades. Além disso, a extensão é uma ferramenta que vai gerar dados que serão usados pela universidade para o planejamento de ações no futuro”, explica.

Na Unidade Básica de Saúde de Fernando de Noronha e no Hospital São Lucas, serão ofertados atendimentos odontológico e médico nas especialidades de endocrinologia, ginecologia, otorrinolaringologia, ortopedia, oftalmologia, clínica médica, infectologia, cardiologia, dermatologia, reumatologia e mastologia, bem como exames complementares, como ultrassonografia e ecocardiografia, testes de Infecções Sexualmente Transmissíveis, glicose e aferição de pressão. Os atendimentos e exames complementares ocorrerão em dois turnos, das 8h30 às 12h30 e das 13h30 às 16h30, mediante a retirada de fichas, que serão distribuídas no Arquipélago.

Serviços para a comunidade marítima
Simultaneamente aos atendimentos de saúde, a Escola de Referência em Ensino Médio de Fernando de Noronha e o ICMBio receberão uma programação educativa, esportiva e cultural, incluindo oficinas, palestras e serviços para a comunidade marítima, que serão oferecidos de maneira itinerante pela Capitania dos Portos de Pernambuco (CPPE).

O Grupo de Atendimento ao Público (GAP) da CPPE disponibilizará serviços para a comunidade marítima de Fernando de Noronha, tais como emissão e revalidação de Cadernetas de Inscrição e Registro (CIR); revalidação e emissão de certificados e de outros documentos; transferência de propriedade e jurisdição de embarcação; cadastramento de empresas de mergulho, marinas, clubes, documentos e entidades desportivas náuticas; e autorização para obras em águas navegáveis, bem como para pesquisa e exploração de bens submersos.

A programação de atividades conta, ainda, com diversas oficinas e palestras voltadas para a comunidade marítima e para a população em geral, com destaques para a aplicação da prova para os candidatos ao Curso de Formação de Aquaviários-Marinheiro Auxiliar de Convés (CFAQ-MAC), que está ofertando 30 vagas para a comunidade marítima de Pernambuco; e a palestra “Introdução à Cultura Oceânica”, que será proferida para alunos da Escola de Referência em Ensino Médio de Fernando de Noronha.

“Ao falar sobre cultura oceânica, buscamos aprimorar o conhecimento dos estudantes sobre o assunto e conscientizá-los sobre o papel que o oceano desempenha no equilíbrio do planeta. As atividades da população do Arquipélago de Fernando de Noronha estão muito baseadas no mar, como turismo, esporte, lazer e os recursos que trazem desenvolvimento para a ilha e que têm impacto na vida de seus moradores”, explica o Capitão dos Portos de Pernambuco, Capitão de Mar e Guerra Frederico Medeiros Vasconcelos de Albuquerque.

Apoio logístico
De maneira a viabilizar a logística para a realização da ACiSo, o Navio-Patrulha Oceânico “Araguari” será empregado para transportar a estrutura de material e pessoal necessária ao evento. “O navio terá o papel de transportar os civis e militares que atuarão na ação, assim como os insumos e equipamentos que serão utilizados no atendimento em diversas especialidades”, detalha o Comandante do NPaOc “Araguari”, Capitão de Fragata James Acâmpora Bessa.

Durante o período, o navio ficará fundeado nas proximidades do Porto de Santo Antônio e empregará duas lanchas e um bote para transportar todo o pessoal e material até o Arquipélago.

Além do apoio logístico à ACiSo, as embarcações realizarão ações de inspeção naval em Fernando de Noronha em apoio à CPPE, com o propósito de conscientizar a comunidade marítima e fiscalizar o tráfego aquaviário, garantindo a salvaguarda da vida humana no mar, a segurança da navegação e a prevenção da poluição hídrica proveniente de embarcações.

 

Navio-Patrulha Oceânico “Araguari” nas imediações de Fernando de Noronha
 

AciSo 2021
Na ACiSo realizada em outubro de 2021, a Marinha do Brasil, em parceria com a UFRN, realizou mais de 750 exames laboratoriais, 202 triagens, 150 ações de promoção de saúde odontológica com distribuição de kits de higiene bucal, 106 atendimentos oftalmológicos, 161 atendimentos de clínica médica, 54 ecocardiogramas, 70 atendimentos de mastologia e 35 ultrassons.

A programação também abrangeu palestras sobre a atuação da Marinha e as formas de ingresso na Força, além da doação de 382 livros para a escola local, 4.800 máscaras e 80 litros de álcool em gel, reforçando as medidas de enfrentamento à situação epidemiológica.

 


Militar da Marinha do Brasil em atendimento à população local, em 2021

 

Agência Marinha de Notícias