Aeronave remotamente pilotada será empregada na defesa do Brasil

Leia Mais

Aeronave remotamente pilotada será empregada na defesa do Brasil

Voo da aeronave marca início das atividades de novo Esquadrão da Aviação Naval
05/07/2022
Agência Marinha de Notícias
São Pedro da Aldeia, RJ

Hoje (05), em São Pedro da Aldeia (RJ), a Marinha do Brasil realizou a Cerimônia de Ativação do 1º Esquadrão de Aeronaves Remotamente Pilotadas (EsqdQE-1), fato que deu início às operações de um novo tipo de meio para a Força.

A nova Organização Militar do setor operativo, subordinada ao Comando da Força Aeronaval, tem o propósito de contribuir com o processo decisório de planejamento e emprego do Poder Naval por meio da utilização de Aeronaves Remotamente Pilotadas (ARP).

 


Aeronave remotamente pilotada modelo ScanEagle
 

A criação do EsqdQE-1 marca a história da Aviação Naval e trará significativo aumento na capacidade operacional dos navios da força naval durante missões de inteligência, vigilância e reconhecimento. O Esquadrão possui seis modelos de aeronave ScanEagle, além de lançadores e recolhedores para operação terrestre e embarcada, que poderão operar no período diurno e noturno em atividades de controle naval do tráfego, inspeção naval, prevenção de ilícitos, pirataria, terrorismo, monitoramento de desastres e operação de socorro e salvaguarda da vida humana no mar.

 

 

Agência Marinha de Notícias